NOTÍCIAS - Confira cinco tendências para as empresas em 2022

Publicado em 13/01/2022

Todo início de ano é comum termos acesso a listas que buscam identificar e revelar as principais tendências para o mercado e o que, de forma geral, os empresários precisam saber principalmente para se preparar em relação ao que está por vir. Por mais que seja impossível (considerando os últimos dois anos) prever com exatidão, as próprias adaptações e apostas nos ajudam a entender para onde os ventos estão soprando.

E para aqueles que desejam aprofundar um pouco mais nas previsões com base em dados, sugiro a leitura do relatório Business Bets 2022*, elaborado pela consultoria novaiorquina Sparks and Honey. O estudo teve como base as tendências mapeadas pela plataforma de inteligência cultural Q ao longo do ano.

Mas já aproveito para listar aqui os cinco principais pontos que chamaram minha atenção neste relatório, são eles:

Além da experiência visual, os sons também serão usados para transportar usuários a espaços virtuais, com a ajuda de realidade aumentada.

A imensa popularidade das séries coreanas apresentadas na Netflix mostrou que o império americano do entretenimento está enfraquecendo. Além do impulso para a produção cultural local, o movimento também deve incentivar a busca dos canais de streaming – e dos usuários – por um cardápio cultural mais diversificado.

A pandemia destacou não só as desigualdades socioeconômicas ao redor do mundo, mas também a discrepância entre salários de diferentes categorias. Em meio a uma onda de pedidos de demissão, empresas de diversos países estão respondendo com aumentos salariais, seja de forma generalizada, seja direcionada a cargos mais baixos e grupos socialmente marginalizados.

Ao que tudo indica, o conceito de “anywhere office” (“trabalhar em qualquer lugar”, numa tradução livre) veio para ficar, com o surgimento de uma nova força de trabalho totalmente desvinculada de uma sede. Ganham as empresas que buscam atrair talentos adeptos a esse estilo de vida.

Falar sobre saúde mental se tornou mais importante do que nunca durante o último ano, quando 94% dos trabalhadores disseram estar estressados. Para 2022, a novidade é que essa preocupação se tornará mais estruturada, com o aumento da demanda por lideranças empáticas, plataformas de terapia (com humanos ou robôs) e comunidades de saúde mental.

Fiquemos atentos, mesmo sabendo que as mudanças podem não acontecer na velocidade esperada, temos que estar preparados para os desafios de 2022.

Alguns questionamentos a se fazer:

Lembre-se: Informação correta, decisão correta, tenha suas métricas devidamente atualizadas e saiba qual rumo sua CIA precisa seguir.